Sexo Anal III – Cuidados e Dicas

Posted on abril 27, 2010 por

23



Depois de ler os artigos Sexo Anal I – História e Anatomia e Sexo Anal II – Anatomia e Psique, fica fácil compreender as dicas sobre a relação sexual anal, mas ainda assim tentarei deixá-las mastigadinhas.

Cuidados e dicas para todas as relações sexuais anais.

Use camisinha sempre, pois a região anal é rica em terminações nervosas e absorve tudo mais rapidamente, portanto, vírus e bactérias chegam mais rápido à corrente sanguínea por esse meio. Além disso, após a relação sexual anal sem uso da camisinha não é recomendado a relação vaginal, mesmo tendo o parceiro lavado seu pênis, pois as bactérias ficam na uretra do homem e são transportadas para a vagina podendo ocasionar infecções sérias.

Use gel lubrificante à base de água. Já que não estamos falando de um local que contém lubrificação natural como a vagina, é importante que a região anal seja lubrificada antes de haver a penetração – utilize produtos específicos para esse fim, são os lubrificantes a base de água, como o KY. Também é importante o uso do gel lubrificante, pois o atrito sem lubrificação pode ocasionar rompimento do preservativo. Alguns preservativos vêm com lubrificante, mas ainda assim é recomendado o uso de gel lubrificante.

Não use anestésicos na região anal, pois dessa forma a pessoa não sentirá nada, nem prazer e nem dor, e, por isso, não saberá se a força e velocidade empregadas no vai-e-vem estão machucando de forma grave. O anestésico também pode impedir que a pessoa controle seu esfíncter externo (que temos controle), o que pode ocasionar acidentes desagradáveis – existem relatos, mas nada cientificamente registrado.

Não introduza objetos grossos demais. A região anal não é elástica como a vagina, então, cada vez que um objeto muito grosso é introduzido, o ânus perde sua tonicidade, fazendo com que a pessoa perca o controle da retenção das fezes. É um processo lento, mas quando uma pessoa passa a necessitar de objetos cada vez mais grossos para poder sentir prazer, significa que já está com essa tonacidade comprometida.

Evite movimentos vigorosos demais, ao menos até que a pessoa que é penetrada esteja acostumada e lhe peça. Dessa forma você pode perder o controle e machucar sua parceira, ou parceiro, portanto, fique atento.

Jamais force a penetração anal se sua parceira, ou parceiro, disser que não quer. Toda e qualquer prática sexual deve ser consentida por ambos os parceiros, se um dos dois não se sente à vontade ou não deseja tal prática, não a faça e não force, pois além de estar desrespeitando o desejo da(o) parceira(o), uma penetração anal sem o ânus estar devidamente relaxado e preparado pode ocasionar muita dor e até machucar sua parceira, ou parceiro.

Se você não quer praticar sexo anal diga ao parceiro, ou parceira. Não há forma mais clara e precisa de expressar que você não tem interesse na prática anal do que dizendo um “não quero”. Mesmo quando vocês tiverem o hábito da prática sexual anal, se em um determinado dia, momento, você não estiver com vontade de fazê-lo, diga não.

Melhores posições para a relação sexual anal. A melhor posição será a que permitir que a pessoa se sinta confortável e relaxada, mas as mais indicadas são as em que a pessoa fica de quatro, encostando ou não o tronco na cama, ou, também, deitada de bruços com travesseiros debaixo da barriga para que o quadril fique levantado, mas lembre-se que tudo depende e importa mais o que for mais confortável para a pessoa que será penetrada. Algumas se sentem melhor ao ficarem por cima.

Antes de penetrar com o pênis, use os dedos ou objetos mais finos. Isso ajuda a deixar a pessoa mais excitada e preparada para a penetração e seus movimentos. Quando for a primeira vez em que ocorrerá penetração no ânus (em todas as relações e não apenas quando a pessoa ainda for virgem no ânus), é normal a pessoa contrair os músculos pélvicos impossibilitando a entrada no canal anal, o que pode causar dor e fazer com que a pessoa desista da penetração, então, é melhor acariciar, beijar e penetrar com os dedos até que a pessoa esteja acostumada, relaxada e excitada ao ponto de ter uma penetração sem dor (ou com menos dor possível) e prazerosa.

Sexo anal não causa hemorróidas, mas pode agravá-las se a pessoa estiver em crise.

Não se engravida através da relação anal, porém, se o esperma escorrer para a vagina e a mulher estiver em seu período fértil, ela engravidará sim. Mas você não terá que se preocupar com isso, não é mesmo? Afinal, já sabe que tem que usar camisinha em todas as relações anais, certo?

Sexo anal não é imoral ou perversão. Isso é mito ou crença religiosa. Não há nenhum indício de patologia na prática sexual anal.

Sexo anal não faz mal à saúde. Desde que você tome os devidos cuidados, citados acima.

É possível ter orgasmo na relação anal. Seja ela praticada em homens ou mulheres, pois é uma região erótica, rica em terminações e causam prazer quando corretamente estimuladas. No entanto, algumas pessoas precisam de outros pontos de estimulação para atingir o orgasmo, a  masturbação.

Nunca pratique sexo anal se não estiver com tesão, vontade. O ânus pode ser uma ótima fonte de prazer, mas também pode ser de dor, e para que não haja dor a pessoa tem que estar excitada e relaxada o máximo possível, por isso, não faça apenas para agradar seu parceiro ou provar algo a alguém.

Você pode incrementar a relação com brinquedinhos sexuais. Muitas mulheres desejam a penetração anal ao mesmo tempo da penetração vaginal, então o(a) parceiro(a) pode usar um dildo/vibrador para o auxiliar e dar prazer em dobro para sua parceira.

– Na primeira vez em que for praticar o ato sexual anal com alguém é importante que se pergunte se a pessoa deseja a relação, e se for a primeira vez da pessoa na relação anal, relaxe-a ao máximo, abuse do lubrificante e use primeiro os dedos e, se for possível, faça a pessoa gozar estimulando o ânus e o clitóris (ou pênis) ao mesmo tempo e deixe nisso, fazendo o mesmo no dia seguinte e experimentando penetrar com o pênis aos poucos, nessa vez. O primeiro dia será para ganhar a confiança da pessoa, no segundo dia você pode tentar ir à diante, mas pare se ela(e) assim o pedir.

– Lembre-se que qualquer prática sexual se dá entre duas pessoas (a não ser que seja automasturbação), portanto, ela deve ser consentida e desejada por ambos os parceiros, então, se algum dos dois tem dúvidas, é melhor adiar a prática até que estas sejam devidamente sanadas.

Para elucidar qualquer dúvida que tenha permanecido, deixo-lhes o link (não consegui inserir) para  um vídeo, antigo até, em que a sexóloga Carla Cecarello dá dicas sobre o sexo anal. Confiram!

http://www.youtube.com/watch?v=g0CHgbPxZuQ

Se tiverem mais dúvidas, podem perguntar!


Anúncios
Posted in: Sexologia