Cabelos encaracolados?! Eca!!!

Publicado em outubro 14, 2009 por

43



Minha mãe e minha irmã têm os cabelos encaracolados.  Sabe aqueles que falamos “puxa- estica, solta-enrola”? Então, eles são assim e elas detestam. Já os meus são indefinidos, às vezes mais lisos, às vezes mais cacheados, tudo isso porque na raiz são lisos e depois vão formando os cachos que, dependendo do dia, estão mais ou menos definidos. Eu prefiro quando estão mais cacheados, acho que são mais graciosos, dão um charme, emolduram o rosto. Tento deixá-los volumosos, soltos e com cachos, mas sem usar produtos químicos e passar horas em salão fazendo babyliss. Um corte certo e uma hidratação feita em casa já resolvem. Mas ainda que meus cabelos sejam indefinidos, eles causam espanto em algumas pessoas que não compreendem o porquê da minha vontade em deixá-los mais cacheados e não mais lisos.

cacheadosAcontece que cabelos lisos, cacheados ou crespos, todos têm seu charme, e um pode combinar mais com nosso rosto do que o outro. Realmente os cabelos podem fazer diferença, te deixar mais bonita, ou menos bonita, desde que seja para você, a dona do corpo e dos cabelos.

Porém, a maioria das pessoas não pensa assim, a sociedade há algum tempo dita que cabelos bonitos são os lisos, e somente eles. Se você não tiver madeixas que permaneçam imóveis na cabeça, sem um fio fora do lugar, não é uma pessoa que se cuida, deve ser preguiçosa por causa desse desleixo, ou não é bonita por causa desse defeito: cabelos cacheados, pior se forem volumoso, e se forem crespos então… peça para nascer de novo.

Por que estou falando de cabelos? Bom, recentemente surgiram discussões valorizando os cachosrevendo essa obrigação de mudarmos nossas madeixas para lisos ou pelo menos deixá-las arrumadas e sem volume, numa obrigação de mostrar que pelo menos nos penteamos do contrário somos desleixadas e nada mulher, pois mulher que é mulher se preocupa com o que os outros vão pensar dos cabelos dela, se ela for uma mulher inteligente, culta, elegante e diversos outros adjetivos, os cabelos provarão isso. Ou não.

As discussões surgiram quando algumas artistas retomaram seus cabelos naturais. Taís AraújoMariah Carey são apenas dois exemplos que recordo no momento, e as achei lindas com seus cachos. No entanto, algumas pessoas criticaram os cabelos cacheados delas, a Mariah, inclusive, teve seus cabelos citados como vítima de ataque por um cachorro da raça poodle e, recentemente, li um artigo que me deixou com vontade de escrever sobre cabelos e mais cabelos. Simplesmente algumas pessoas estão incomodadas porque Angelina Jolie permite que sua filha Zahara, de quatro anos, ande pelas ruas com seus cabelos naturais: crespos. O problema, de acordo com essas pessoas, é que parece que nem foram penteados, está horroroso e dessa forma não valorizam a beleza da menina. Infelizmente essas pessoas falam sério, elas acreditam que beleza está associada a uma aparência rigorosamente ditada pela moda e nisso está incluído a maneira como tratamos e deixamos nossos cabelos, e não importa a idade da mulher, se nasceu com vagina, tem que cuidar da aparência com muito zelo desde cedo, pois ela estará associada ao caráter.

Eu devo ser uma aberração por achar os cabelos da Vanessa davanessaMata bonitos, e ela deve ser, no mínimo, louca por deixá-los assim, tão crespos, armados e volumosos. Por que ela ainda não foi internada num manicômio?!

patriciaOutro exemplo de famosa que sempre assumiu seus cabelos cacheados lindos é a Patrícia Pillar, que até com cabelos curtos fica charmosa. Então podem parar com essa ditadura de cabelo liso. Pois determinar caráter ou beleza através de padrões é ditadura.

E o pior, se já não bastasse que, quando adultas, tenhamos que “seguir” rigorosos rituais para chegarmos perto dos padrões de beleza determinados (entra tudo: cabelos, sobrancelhas – todos os pêlos na verdade, olhos, boca, nariz, pescoço, braços, mãos, unhas, seios, cintura, abdômen, vagina – o que? ela tem que ter cheiro de rosas e ser bem pequenina e engraçadinha, ora! – pernas, e até os tornozelos e os pés, todos têm formas padrões certas e isso sem falar que não se pode comer demais e tem que ser branca), as adolescentes, que deveriam estar preocupadas em entender as transformações que seus corpos estão passando, devem se preocupar também com seus cabelos – pois pode ser que não sejam aceitas e/ou paqueradas por causa deles, e agora ainda temos um número significante de pessoas que determinaram ser um absurdo uma menina de quatro anos andar por aí com seus cabelos crespos horrorosos sem pudor algum, e pior, sua mãe permitir – nem parece que é filha de uma mulher famosa!

Pois é, se você não teve a sorte de nascer com cabelos lisos, que pelo menos tenha a decência de alisá-los ou domá-los, pois o contrário significará que você é uma desleixada e pobre coitada, além de não ser nada elegante.

Agora vejam, além do racismo nessas cacholas, percebemos como são elitistas, pois para se ter os cabelos da forma que consideram decentes, é necessário um bom dinheiro, para deixá-los assim e mantê-los, ou seja, morra de fome, mas deixe seus cabelos lisos ou nem saia de casa, querida, quem mandou nascer negra e/ou pobre? Eu não duvido nada que pensem com essas palavras mesmo.

Foi por comentários e pensamentos medíocres que resolvi sair de minha vida em off e lhes escrever sobre cabelos. Acho que escrever trinta vezes a palavra cabelos num texto é um bom número, talvez chame a atenção de alguém, então posso voltar para meus afazeres, mas antes gostaria de pedir às pessoas de cabelos cacheados, encaracolados, crespos, sarará e afins, que não entrem nessa ditadura da beleza e deixem seus cabelos do jeito que são, pois são lindos também.

Assumam seus cachos, meninas!

Afinal, a maioria das mulheres brasileiras possui cabelos naturalmente encaracolados.

About these ads
Posted in: Comportamento