O gosto que a vida tem…

Posted on julho 8, 2009 por

1



envieseutexto

O gosto que a vida tem…

Alguém precisa escrever
Alguém precisa falar
Dizer que a vida é boa pra se viver
Com alguém pra se amar
Com alguém pra se cantar
Alguém precisa espalhar o gosto bom que a vida tem
Despertar pela manhã nos braços de outro alguém
Acordar como um sorriso do bem
Falar como canção que convém
Versar como oração matutina
Espreguiçar com outro alguém
Alguém precisa ser alguém como eu pra você
Como você pra mim, ou você pra eu
Naquilo que você me deu
Sem que eu tire algo de ou tu de mim
Ninguém é quase nada sem ter-se a si mesmo
E nada nunca é alguém sem que tudo esteja presente também
Alguém com quase um pouco
Um pouco de alguém
Que pra alguém nunca é só um pouco
Um pouco do seu bem!
Um bem que não ajusta valor de vintém
Pra não carregar troco de ninguém
Pois quem carrega por questão um pouco
Pode ser que de si nada tem
Talento coberto de barro
No carro carona de alguém, sem de si ter algum bem
É escárnio do próprio valor
Tempo perdido em masmorra
Gangorra do desamor no balanço do desamor
A força da vida material é atração
O orgasmo da alma é a emoção
A atração do amor é a luz
Na palma da minha mão
Acariciando o teu coração
Nos braços da evolução!

Ademário da Silva – 10/set./2008
Veja outros poemas de Ademário aqui: http://ademario.wordpress.com

Este poema foi enviado pelo leitor Ademário da Silva, se você também quer ver algum artigo, texto ou poema aqui no Cantinho envie-o para cantinhodaeris@hotmail.com ou deusa.eris.rj@gmail.com.

Você pode enviar por aqui também Contato

Obrigada, Ademário, pelo lindo poema e por sempre dedicar belas palavras ao Cantinho!

Anúncios